2017 - Encontrando o Humano na Natureza (por MIRIAM RODRIGUES XAVIER)

Encontrando o Humano na Natureza: experiência estética e humanização de profissionais da saúde no Solo Sagrado de Guarapiranga.

Dissertação apresentada a UNIFESP - Universidade Federal de São Paulo, para obtenção do Título de Mestre Profissional em Ensino em Ciências da Saúde.

Orientador: Prof. Dr. Dante Marcello Claramonte Gallian

São Paulo
2017

TEXTO INTEGRAL 

Ficha Catalográfica

XAVIER, Miriam Rodrigues. Encontrando o Humano na natureza: experiência estética e humanização de profissionais de saúde no Solo Sagrado de Guarapiranga / Miriam Rodrigues Xavier. – São Paulo, 2016. 184 fs.

Dissertação (Mestrado Profissional) - Universidade Federal de São Paulo. Programa de Pós-Graduação em Ciências da Saúde . Título em Inglês: Finding the human in nature: aesthetic experience and humanization of health professionals in the In the Sacred Ground of Guarapiranga.

Descritores: 1. Humanização de Profissionais da Saúde. 2. Experiência Estética na natureza. 3. Formação Humanística. 4. Filosofia Estética.

RESUMO

Embora a PNH indique a inserção de diretrizes humanísticas na formação do profissional de saúde, a sua presença no ensino superior ainda é muito tímida. Ainda que essencial para a boa prática médica, para muitos professores e alunos as disciplinas de humanidades são tidas como desinteressantes. Ela é abordada de forma superficial e os alunos desconhecem a abrangência significativa nas práticas de saúde. Durante muito tempo, a proximidade com o paciente era quase um imperativo para a prática da medicina. Com as mudanças culturais e sociais ocorridas ao longo do tempo houve uma transformação na medicina e prática da saúde que levaram, hoje, à discussão da necessidade de humanização na saúde. A humanização busca nas ações humanizadoras a recuperação, não somente da saúde física, mas principalmente do respeito, do direito, da generosidade, da expressão subjetiva e dos desejos das pessoas.

A Humanização na saúde foi fundada no respeito à vulnerabilidade humana e na crença de que a relação do profissional e paciente está sempre sujeita a emoções que devem ser guiadas pelo sentimento de compromisso e compaixão que é indispensável no cuidar do outro. No entanto, sem a capacidade de sentir é impossível ter a capacidade de cuidar. Portanto a formação da sensibilidade é a necessidade mais importante e fundamental para o desenvolvimento de uma formação humanizadora.

A presente pesquisa submetida e aprovada ao Comitê de Ética em Pesquisa da Universidade Federal de São Paulo sob Nº 48419915.3.0000.5505 e contando com 13 colaboradores profissionais da área da saúde objetivou investigar de que forma a experiência estética e reflexiva da natureza, própria das Humanidades, pode contribuir para a humanização em saúde. A pesquisa foi aplicada no Solo Sagrado de Guarapiranga, espaço pertencente à Igreja Messianica Mundial do Brasil.

Para coleta dos dados, usamos técnicas advindas tanto da antropologia, no caso a observação participante como da História Oral de Vida, além de relatos redigidos pelos participantes após o termino de cada encontro.

Combinando, observação participante, relatos da experiência e história oral de vida, foi possível uma visão mais ampla da experiência.

A análise dos dados aconteceu à luz da Imersão/Cristalização proposta por Borkan (1999) e muito utilizada em pesquisas etnográficas. Observando as imagens que emergiram das falas, pôde-se perceber a caracterização de três grandes temas: a emoção, o impacto do primeiro momento, do primeiro contato com o Solo Sagrado; a reflexão que este impacto provoca e que leva a um despertar de si mesmos e também a uma nova consciência do outro e, finalmente, num terceiro nível, a mudança na maneira de ver o mundo lá fora. Através dos resultados obtidos podemos acreditar que a experiência estética da natureza realizada no Solo Sagrado de Guarapiranga é potencialmente humanizadora. Ela causa um afeto profundo e transformador, típico de uma “ampliação da esfera do ser”, conscientiza os participantes, principalmente no que diz respeito à suas próprias vidas, o levam a um encontrar ou, reencontrar, consigo mesmo, gerando conforme relatos, paz e equilíbrio. Desta forma estando bem consigo mesmo (utilizando a fala de um colaborador) transmitimos o bem ao nosso próximo e é possível olhar e cuidar de outras pessoas, o que para a área da saúde é fundamental.

Como produto desta pesquisa desenvolvemos e apresentamos um Laboratório de Humanidades a partir da Experiência Estética da Natureza.

Palavras Chave: Humanização de Profissionais da Saúde, Experiência Estética na natureza, Formação Humanística, Filosofia Estética.

ABSTRACT

Although the PNH indicates the insertion of humanistic guidelines in the training of the health professional, its presence in higher education is still very timid. Although essential for good medical practice, for many teachers and students the humanities disciplines are regarded as uninteresting. It is covered superficially and students are unaware of the significant breadth of health practices.

For a long time, proximity to the patient was almost imperative for the practice of medicine. With the cultural and social changes that have occurred over time, there has been a transformation in medicine and health practice that has led to the discussion of the need for humanization in health. Humanization seeks in the humanizing actions the recovery, not only of physical health, but mainly of respect, right, generosity, subjective expression and the desires of the people. Humanization in health was founded on respect for human vulnerability and on the belief that the relationship of the professional and patient is always subject to emotions that must be guided by the feeling of commitment and compassion that is indispensable in caring for the other. However, without the ability to feel it is impossible to have the ability to care.

Therefore the formation of sensitivity is the most important and fundamental need for the development of humanizing training.

The present research submitted and approved to the Research Ethics Committee of the Federal University of São Paulo under No. 48419915.3.0000.5505 and counting on 13 professional health professionals aimed to investigate how the aesthetic and reflective experience of nature, Can contribute to humanization in health. The research was applied in the Sacred Ground of Guarapiranga, a space belonging to the World Messianic Church of Brazil.

In order to collect the data, we used techniques from both anthropology, in this case participant observation and Oral History of Life, as well as reports written by participants after the end of each meeting. By combining, participant observation, experience reports and oral history of life, a broader view of the experience was possible

The analysis of the data happened in the light of the Immersion / Crystallization proposed by Borkan (1999) and much used in ethnographic researches. Observing the images that emerged from the speeches, one could perceive the characterization of three great themes: the emotion, the impact of the first moment, the first contact with the Sacred Ground; The reflection that this impact causes and that leads to an awakening of themselves and also to a new awareness of the other, and finally, on a third level, the change in the way of seeing the world out there.

Through the obtained results we can believe that the aesthetic experience of the nature realized in the Sacred Ground of Guarapiranga is potentially humanizing. It causes a profound and transforming affection, typical of an "enlargement of the sphere of being," makes the participants aware, especially in regard to their own lives, lead to a find or to find, generating according to reports, peace and balance. In this way, being good with oneself (using a collaborator's speech) we transmit the good to our neighbor and it is possible to look and care for other people, which for the health area is fundamental. As a product of this research we have developed and presented a Laboratory of Humanities based on the Aesthetic Experience of Nature.

Keywords: Humanization of Health Professionals, Aesthetic Experience in nature, Humanistic Formation, Aesthetic Philosophy.

 


Centro de História e Filosofia das Ciências da Saúde - CEHFI
Universidade Federal de São Paulo - UNIFESP
Ministério da Educação

Rua Loefgreen 2032, Vila Clementino, São Paulo, SP.

Fones: 55-11-55764848 ramal 2533 ou 2532