2002 - Gallian - As Humanidades e o Saber Médico

 

As Humanidades e o Saber Médico

Dante Marcello Claramonte Gallian

Doutor em História Social - FFLCH-USP
Diretor do Centro de História e Filosofia das Ciências da Saúde (CeHFi) da Univ. Fed. de São Paulo (UNIFESP/EPM) Este endereço de e-mail está protegido contra spambots. Você deve habilitar o JavaScript para visualizá-lo.

Resumo

O presente artigo busca, partindo da análise da obra do médico, ensaísta e historiador Gregorio Marañón (1887-1960), discutir o papel das artes e, mais especificamente, o das humanidades no saber médico. Entendida como uma das cinco fontes do saber médico, as humanidades apresentam-se como instrumento essencial para o exercício de uma medicina centrada na pessoa e não na doença. Fornecedora de intuições sobre a vida humana, as artes, a literatura e a história apresentam-se como janelas ou bisturis que possibilitam adentrar na dimensão pessoal do paciente, além de se constituírem também em despertadores privilegiados do interesse pelo humano, condição essencial da vocação médica. Neste sentido, o artigo discute também a importância da presença das humanidades na formação médica.

Ler artigo completo

 

 

 


Centro de História e Filosofia das Ciências da Saúde - CEHFI
Universidade Federal de São Paulo - UNIFESP
Ministério da Educação

Rua Loefgreen 2032, Vila Clementino, São Paulo, SP.

Fones: 55-11-55764848 ramal 2533 ou 2532